InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-se  
Estatísticas
Temos 3201 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Rffoliveira29

Os nossos membros postaram um total de 72854 mensagens em 9093 assuntos
Os membros mais ativos da semana
Rffoliveira29
 
Tópicos mais ativos
Vitara 1.9TD - VENDIDO.
O calminis... O regresso:)
Vitara 1.6 8V a GPL S.A.S
vitrol
Super Samurai
O Samurai maçarico...
Vitara HN by bruno
O meu Jimny
[b]Zukis de Aveiro e arredores[/b]
Apresentação Samuka Fastandfurious
Tópicos mais visitados
Vitara 1.9TD - VENDIDO.
O calminis... O regresso:)
vitrol
TERROR
Vitara 1.6 8V a GPL S.A.S
Silva - Vitara Hdi...RIP!!! :-(
O meu viTTas S.A.S ...O fIM....
Samurai Terceirense
Super Samurai
O Samurai maçarico...
Quem está conectado
12 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 12 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 268 em Sex Fev 04, 2011 11:50 am
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha

Compartilhe | 
 

 1ª Prova - Trial Perícia TT Maia 2011

Ir em baixo 
AutorMensagem
Afonso LJ73



Número de Mensagens : 63
Localização : Valongo
Data de inscrição : 23/09/2010

MensagemAssunto: 1ª Prova - Trial Perícia TT Maia 2011   Qui Fev 10, 2011 5:28 am

Meus amigos, no próximo dia 12 de Março vamos ter a 1ª prova da edição 2011 do Trial Perícia TT Maia. O regulamento que a seguir transcrevo tem algumas alterações relativamente ao em vigor na edição anterior, pelo que deve merecer uma leitura atenta por parte dos participantes. Atenção ao prazo limite de inscrição.

Para qualquer esclarecimento podem contactar o Clube através do seu Presidente, António Moura, pelo telefone 933236151.

Brevemente disponibilizarei aqui a ficha de inscrição e os valores de inscrição.

REGULAMENTO TRIAL PERÍCIA TT MAIA

1. PREÂMBULO

1.1. Descrição do Trial Perícia
O Trial Perícia é um desporto em franco desenvolvimento, o que é facilmente constatado pelo crescente número de entidades envolvidas, a nível nacional.
O Trial Perícia, continuará a revolucionar o panorama do Todo-o-Terreno nacional não só pela quantidade das equipas que se mostram interessados em o disputar, mas também pela espectacularidade que as diferentes viaturas admitidas lhe vão conferir. Elevados índices de espectáculo e competitividade é o que se continua a esperar desta iniciativa.

1.2. Responsabilidades dos organizadores
1.2.1. O Trial Perícia TT Maia será assegurado pela entidade responsável pelos eventos a realizar: Clube TT Maia
1.2.2. Elaborar e gerir resultados.
1.2.3. Elaborar o calendário de provas.
1.2.4. A promoção pré e pós evento.

1.3. Participantes
1.3.1. Podem participar no Trial Perícia TT Maia pessoas idóneas que demonstrem o seu interesse através da inscrição antecipada junto do organizador.
1.3.2. O participante condutor terá de estar habilitado para conduzir a viatura na via pública.
1.3.3. Todos os participantes ficam, por sua inscrição, obrigados moralmente a desenvolver o Espírito TT que se caracteriza pela entreajuda, simpatia e bom companheirismo.
1.3.4. Todos os participantes, com a inscrição, obrigam-se a cumprir o presente Regulamento Desportivo.
1.3.5. Ao conjunto da viatura e dois ocupantes será dada a designação de equipa, à qual será atribuída um nome e um número, que os identificará ao longo do ano, facilitando assim o trabalho logístico da organização.
1.3.6. A manutenção do nome e número de equipa pressupõe que em cada prova será mantido o mesmo veículo e o mesmo piloto da equipa inicialmente inscrita.
1.3.7. A identificação da equipa durante a temporada será o dístico numerado do evento.
1.3.8. O número de participantes será limitado e definido pela organização para cada evento. Será dada preferência aos participantes habituais (que participaram em todos os eventos anteriores) desde que procedam à sua inscrição até 2 semanas antes da data do evento. A aceitação da inscrição é da responsabilidade do organizador local.
1.3.9. O prazo limite de inscrições, por motivos logísticos, será de 5 dias úteis antes de cada evento (os eventos serão ao sábado, logo as inscrições terminam na segunda-feira anterior). A inscrição só é validada após pagamento.

2. REGULAMENTO DE ORGANIZADOR

2.1. Denominação
2.1.1. Cada evento será a cargo do Clube TT Maia.

2.2. Considerações
2.2.1. O Trial Perícia TT Maia é um conjunto de eventos caracterizados pelo espírito TT e grau de dificuldade técnica que pretende apreciar o desempenho de cada equipa.
2.2.2. Os eventos terão em comum o regulamento, princípio de montagem de pistas e apreciação do desempenho das equipas.
2.2.3. Os eventos podem realizar-se num espaço único, que conterá a totalidade das pistas, ou em vários espaços com troços de ligação devidamente sinalizados.
2.2.4. Todas as pistas serão devidamente sinalizadas e acompanhadas pela organização, aumentando assim a segurança dos participantes e público.
2.2.5. O valor de Inscrição será definido anualmente pela organização, sendo que será determinado um valor mais reduzido por equipa e por prova, para quem fizer todo o troféu. Neste caso, a inscrição para a primeira prova implica a inscrição simultânea para a última prova. O valor da inscrição a definir por equipa e por prova será mais elevado para quem se inscrever prova a prova.

2.3. Atribuições do organizador.
2.3.1. Nomear o Director de evento que será o responsável pela montagem do evento, secretariado, toda a logística e relações públicas.
2.3.2. Criar as pistas e baliza-las de acordo com o Regulamento de evento (que lhe será atempadamente disponibilizado).
2.3.3. Disponibilizar um corpo de comissários locais em número suficiente, que assegurarão a vertente desportiva sob as instruções do Director do evento.
2.3.3.1. A credenciação dos comissários é da responsabilidade do Clube TT Maia.
2.3.3.2. Todas as pistas deverão, sempre que possível, ter no mínimo um comissário credenciado.
2.3.4. Estabelecer, se possível, parcerias com as entidades locais (GNR, PSP, BOMBEIROS, INEM, etc) que salvaguardem todas as condições de segurança e emergência exigidas para este tipo de evento.
2.3.5. Promover e proporcionar o Programa Social adequado ao evento, que incluirá, no mínimo, o seguinte:
2.3.5.1. Organizar e fornecer jantar.
2.3.5.2. Distribuir aos participantes os autocolantes do evento.
2.3.5.3. Facultar a colocação de publicidade estática e/ou meios promocionais dos patrocinadores institucionais.
2.3.5.4. Garantir às autoridades oficiais, que exerçam jurisdição sobre a zona onde o evento decorra, as respectivas autorizações.
2.3.5.5. Contratar seguro para o evento.
2.3.5.6. Afixar em local visível aos participantes as autorizações e seguro do evento.

3. REGULAMENTO DE EVENTO

3.1. Montagem de pistas
3.1.1. Cada evento será composto por um mínimo de 3 e um máximo de 6 pistas diferentes por prova.
3.1.2. As pistas devem estar delimitadas em toda a extensão dos respectivos obstáculos.
3.1.3. A delimitação para público deve existir sempre que não exista uma barreira natural e deve ser feita por intermédio de fita.
3.1.4. A delimitação do obstáculo deve existir sempre que não exista uma barreira natural e deve ser feita por intermédio de fita colocada no solo com estacas.
3.1.5. A delimitação do obstáculo poderá também ser feita por estacas com bolas.
3.1.6. O obstáculo tem de ter uma largura mínima de 2,50 metros.
3.1.7. Deverá existir sempre uma distância de segurança entre a delimitação do público e a delimitação do obstáculo, excepto quando tal não se justifique.
3.1.8. Os pontos preferenciais de ancoragem (para segurança ou guincho) devem estar em zona sem acesso ao público (podendo ou não estar identificados).
3.1.9. Para a utilização de pontos de ancoragem exteriores às delimitações, a contagem do tempo deve ser suspensa até que estejam reunidas todas as condições de segurança (público).
3.1.10. Cada pista será composta por um mínimo de 4 obstáculos perfeitamente definidos.
3.1.11. O início e fim da pista têm de estar perfeitamente referenciados de forma a controlar o tempo limite.
3.1.12. Cada pista terá um tempo limite de 20 minutos, excepto se de acordo com o seu grau de dificuldade, o organizador definir tempo diferente.

3.2. Normas de Segurança
3.2.1. Para efeitos de segurança, não poderá haver nenhum objecto dentro do habitáculo do veículo que não esteja devidamente fixo.
3.2.2. É obrigatório o uso de capacete devidamente colocado (por ambos os elementos sempre que estejam em pista).
3.2.3. É obrigatório o uso de cinto de segurança por cada ocupante da viatura, sempre que se encontrem no seu interior e em andamento, salvo indicação em contrário da organização.
3.2.4. É obrigatório o uso de luvas de trabalho pelos participantes sempre que em pista e fora da viatura.
3.2.5. As portas da viatura terão de prosseguir destrancáveis exteriormente no decorrer do evento.
3.2.6. No caso de recorrer ao uso de guincho, o cabo deste, quando em tensão, terá que ser protegido com uma cinta. No final da utilização tem de ser devidamente acondicionado.
3.2.7. A ancoragem tem de ser sempre feita recorrendo ao uso de uma cinta, excepto quando existir argola de ancoragem.
3.2.8. Qualquer informação de segurança dada pela organização tem carácter obrigatório.
3.2.9. Só é permitida a permanência dentro do perímetro das pistas a pessoal devidamente acreditado (comissários da pista, director de evento e elementos da equipa em pista), excepto se for solicitada ajuda exterior.

3.3. Penalizações
3.3.1. Afim de se poder apreciar o desempenho de cada equipa serão penalizadas as seguintes situações:

5 Pontos Derrube de bola
5 Pontos Derrube de estaca de bola
2 Pontos Uso de acessório
5 Pontos Derrube de estaca de delimitação de pista
5 Pontos Pisar ou partir fita
15 Pontos Ajuda exterior
15 Pontos Uso de guincho
30 Pontos Passagem por alternativa
100 Pontos Não conclusão de pista
200 Pontos Recusa ou não comparência na pista
200 Pontos Contestar decisões dos comissários ou comportamento anti-desportivo

3.3.2. Para a classificação final de cada prova efectua-se o somatório das penalizações de todas as pistas que a compõem.
3.3.3. Em caso de empate, o critério de desempate será o menor tempo na conclusão da totalidade das pistas que compõem a prova.


3.4. Classificação final
3.4.1. Para efeitos de classificação final, em cada uma das provas, e em cada uma das classes (A e B), serão atribuídos pontos da seguinte forma:

1º Classificado 10 Pontos
2º Classificado 7 Pontos
3º Classificado 5 Pontos
4º Classificado 4 Pontos
5º Classificado 3 Pontos
6º Classificado 2 Pontos
7º Classificado 1 Ponto

3.4.2. Para efeitos de classificação final do Troféu, será efectuado para cada equipa o somatório dos pontos obtidos em cada uma das provas, vencendo aquela que mais pontos obtiver.

3.5. Particularidades:
3.5.1. O derrube de bola deve ser considerado apenas se for provocado directamente pelo contacto da viatura ou de qualquer equipamento que lhe esteja ancorado/ pendura;
3.5.2. Deve ser considerado um uso de acessório por cada acessório que seja utilizado num determinado obstáculo;
3.5.3. Qualquer objecto (por exemplo, pedra, tronco, etc.) proveniente de zona exterior ao obstáculo que a equipa utilize para facilitar a sua transposição, é considerado acessório.
3.5.4. Se no mesmo obstáculo, o mesmo acessório for mudado de sítio, deve ser considerado apenas um acessório;
3.5.5. Acessórios de segurança não contabilizam penalização;
3.5.6. O derrube de estaca será considerado sempre que a viatura pise ou sobreponha a estaca na distância compreendida entre eixos;
3.5.7. O pisar de fita deve ser multiplicado pelo n.º de rodas que a pisam;
3.5.8. Sempre que uma viatura ultrapasse na totalidade uma fita (4 rodas simultaneamente fora) é considerada uma não conclusão de pista;
3.5.9. A ajuda exterior será considerada sempre que a equipa seja voluntariamente ajudada em cada obstáculo (se uma viatura for rebocada na totalidade do percurso de uma pista deve ser considerada não conclusão de pista);
3.5.10. O uso de guincho deve ser considerado apenas uma vez por cada obstáculo, mesmo que nesse obstáculo a equipa mude o ponto de ancoragem;
3.5.11. Se uma equipa requisitar a presença ou colocação especifica de outra viatura para segurança, deverá ser considerada ajuda exterior;
3.5.12. Cada pista terá um tempo limite (inicia no minuto O);
3.5.13. Todos os obstáculos de grau de dificuldade elevado, ou onde seja susceptível de existirem danos para a viatura, têm de ter alternativa;
3.5.14. Sempre que uma equipa abandone a pista por avaria, deve ser anotada uma “não conclusão de pista”;
3.5.15. As reparações em pista só podem ser feitas com material e equipamento existente na viatura à entrada da pista;
3.5.16. Sempre que uma equipa não conclua dentro do tempo limite uma pista será considerada uma não conclusão. E necessário a equipa executar o primeiro obstáculo para não ser considerada recusa;
3.5.17. Só é considerada a conclusão da pista quando o material utilizado estiver todo na zona de fim de pista;
3.5.18. Uma pista será encerrada quando a última viatura, do último grupo presente no início da pista, a terminar.



3.6. Ordem em Pista
3.6.1. Os grupos e a ordem de participação, serão definidos pela organização.
3.6.2. A ordem das pistas seguintes será estipulada pelo comissário da pista, devendo sempre que possível ser utilizado o critério de rotação directa.

4. REGULAMENTO TÉCNICO DE VIATURA

4.1. Serão admitidos apenas veículos automóveis ligeiros com tracção integral.
4.2. Todas as viaturas participantes terão obrigatoriamente que ter montados pneus de tracção (70% fora de estrada).
4.3. Todas as viaturas terão que ter obrigatoriamente equipamento de auxílio ao resgate (2 cintas de reboque, 2 manilhas e 2 pontos de ancoragem, dianteiro e traseiro devidamente sinalizados).
4.4. Recomenda-se ainda o seguinte equipamento: estojo primeiros socorros, aparelho de grande capacidade de elevação (Hi-lift), pontos de ancoragem lateral, protecções de órgãos mecânicos e carroçaria, pranchas (num máximo de duas unidades e até 1,3 metros), extintor de pó químico e guincho.

5. CLASSES

5.1. Classe A – Viaturas conforme modelo original podendo sofrer as seguintes alterações:
5.1.1. Alteração ou remoção de pára-choques, resguardos, embaladeiras, capotas amovíveis ou embelezadores (ex: frisos de guarda-lamas);
5.1.2. Colocação de arco de protecção (interior e exterior, vulgo roll-bar, obrigatório em viaturas descapotáveis);
5.1.3. Alteração de altura da suspensão (não é permitido alterar sistema de suspensão)
5.1.4. Altura e largura das rodas livres, (excepto pneus de rasto agrícola ou industrial);
5.1.5. Colocação de sistema anti-deslizamento (bloqueio ou autoblocante) no eixo traseiro;
5.1.6. Colocação de sistema de admissão de ar elevado (vulgo Snorkel);
5.1.7. Colocação de suportes de acessórios, protecções e alterações interiores (bancos, pedais, peseiras, etc.);
5.1.8. Colocação de acessórios de resgate (ex: guincho);
5.1.9. Alterações do sistema de direcção (Só permitida no eixo da frente);
5.1.10. Outras alterações não mencionadas e não aceites pela comissão organizadora implicarão mudança de classe.
5.2. Classe B – Viaturas de preparação livre com as seguintes características:
5.2.1. Todos os órgãos mecânicos têm de estar protegidos do habitáculo (ex: Obrigatório capot de motor e fundo da carroçaria);
5.2.2. Dois lugares sentados no habitáculo;
5.2.3. Portas e barras de protecção lateral;
5.2.4. Não é permitido o uso de sistema de tracção que não sejam pneus. Os pneus com rasto agrícola ou industrial são proibidos (vulgo pneu de tractor).
5.2.5. Serão proibidos equipamentos cuja utilização levante qualquer questão de segurança ou legalidade à organização.

6. OBSERVAÇÃO
6.1. – Qualquer situação não prevista no presente regulamento, será objecto de análise por parte da organização e qualquer decisão será da sua competência.

7. CALENDÁRIO DE PROVAS
7.1. - 3 a 5 provas, em número e data a definir anualmente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
manueltt

avatar

Número de Mensagens : 49
Localização : Leça da Palmeira
Data de inscrição : 30/10/2010

MensagemAssunto: Re: 1ª Prova - Trial Perícia TT Maia 2011   Ter Fev 15, 2011 5:37 am

Boas
Desde já, podem contar com o vitara do Team Clube Tt Maia.
Cumprimentos
Manuel Silva
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Afonso LJ73



Número de Mensagens : 63
Localização : Valongo
Data de inscrição : 23/09/2010

MensagemAssunto: Re: 1ª Prova - Trial Perícia TT Maia 2011   Seg Fev 21, 2011 5:24 am

Meus amigos.

Aqui fica o link para imprimirem a ficha de inscrição.
https://2img.net/h/i963.photobucket.com/albums/ae113/AfonsoTTMaia/Diversos/FichaInscrioTrial-1.jpg

Atenção ao prazo limite de inscrições.

Abraço e até dia 12.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Afonso LJ73



Número de Mensagens : 63
Localização : Valongo
Data de inscrição : 23/09/2010

MensagemAssunto: Re: 1ª Prova - Trial Perícia TT Maia 2011   Sex Mar 04, 2011 2:16 pm

Amigos, a pedido da Direcção do Clube TT Maia, venho aqui informar que por impossibilidade de obter as autorizações legais necessárias, foi cancelada esta 1ª prova da edição 2011 do nosso trial.

Informo ainda que a direcção do clube contactará todos aqueles que se inscreveram e fizeram o respecivo pagamento no sentido de devolver até à proxima segunda-feira os montantes entretanto depositados.

Quando houver novidades, viremos aqui transmiti-las.

O Clube TT Maia pede a todos desculpa por este cancelamento.

Para qualquer esclarecimento podem contactar-nos.

Um abraço e até breve.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
manueltt

avatar

Número de Mensagens : 49
Localização : Leça da Palmeira
Data de inscrição : 30/10/2010

MensagemAssunto: Re: 1ª Prova - Trial Perícia TT Maia 2011   Qui Mar 10, 2011 5:46 am

Boas
Quando marcarem nova data avisa.
A equipa TBR Car Service / NAUTIQUAD, ex TEAM CLUBE TT MAIA estará presente.
Abraços
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: 1ª Prova - Trial Perícia TT Maia 2011   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
1ª Prova - Trial Perícia TT Maia 2011
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» 1ª Prova - Trial Perícia TT Maia 2011
» FESTA da MOTO HENISA MAIA 2011
» Neste período de caça so podemos caçar o que
» Época Venatória 2011/2012
» Diferença entre modelos pcx 2011 e 2012

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: EVENTOS E PASSEIOS :: Competição-
Ir para: